Regulamentação da Profissão

Paulo Cesar Sandler

Não sei bem como - e se - minha mensagem poderá ser inserida no seu site e divulgada. Tenho sido um leitor atento porém silencioso de suas comunicações dos "Estados Gerais". Manifesto-me sobre o texto de Manoel T. Berlinck. É com muito alívio e esperança que percebo haver ainda práticos que valorizam a prática. Não é surpresa que o conteúdo do texto, já que Berlinck tem se notabilizado por sua abordagem prática ao nosso ofício, mas sua clareza quanto à importância da análise pessoal me parece merecer todo apoio possível.

Discordo apenas da análise sociológica de ligar as pressões mercantilistas e negociatas de reservas de mercado que se expressam por regulamentações, com o fascismo de Mussolini. Penso que a origem é muito anterior e remonta aos "Guilds" da Idade Média (que, aliás, querem dizer "dourados" ou "de ouro" - certas moedas, como os Guilden holandeses, conservam esta denominação). Isto é apenas um detalhe que não subtrai em nada o valor do texto de Berlinck.

Pessoalmente, penso que este incômodo tem o valor que Berlinck aponta. "Os cães ladram e a caravana passa", e "Seleção natural" são fatos da vida. A verdade dos fatos é maior do que regulamentações delinqüentes; provavelmente o movimento psicanalítico sofrerá com estas investidas e ataques, mas por algum tempo apenas. Já tentou-se proibi-la antes em outros totalitarismos, e esta proibição, mais sutil porque cooptante, talvez seja um pouco mais dolorosa. Mas vai passar. Neste nosso país já tentou se regulamentar a inflação, o pensar político e tanta coisa...De resto, tenho a impressão que somos médicos, psicólogos, etc., e talvez não precisemos de "metaregulamentações" e "pararegulamentações" alem das que já existem e como diz Berlinck, não funcionam a não ser para criarem o furo na cerca.

Talvez possamos manter nossa prática do melhor modo que pudermos, o que para mim implica em procurarmos a melhor análise pessoal que pudermos.

Obrigado pela atenção e pelo serviço de utilidade pública que vocês têm mantido.